Chá de Sumiço.

Olha quem disse que não ia sumir mais e acabou sumindo… Peço a vocês mil perdões, juro que não foi minha intenção, mas vocês sabem, fim de ano é sempre corrido, comigo não ia ser diferente, né? É óbvio. Mas vamos as novidades? Afinal, não falo nada desde o ano passado.

Voltando ao foco, eu ia falar “Preferem que eu conte primeiro ou vocês contam?” ai lembrei que quase ninguém fala nada aqui além de mim, ou seja, o blog ia ficar parado por mais uma década e ai mesmo que ninguém ia falar nada e íamos ficar nesse ciclo “Ninguém fala nada”.

VAMOS AS BOAS NOVAS

Para começar eu quero dizer que tive um natal bem massa, passei na casa da minha prima que vai para Europa na metade desse ano. Eu estou feliz por ela? Claro que estou, mas estou triste porque ela vai embora e não vou vê-la direto mais e, assim, o que podemos fazer é orar por ela e a família dela.

Continuando com o natal… depois de passar a noite de natal na casa dela, viemos para casa para voltarmos para lá de manhã, mas ai que entra o fato engraçado e assustador da noite de natal. Estávamos mamãe, Letty, Patty, Lucas, Deivilson (esses que citei são meus primos e prima) e eu indo para minha casa, quando pensa que não, surge um cara no caminho todo cheio de sangue e bebaço. O cara tava muito fora de si e falando umas coisas nada a ver. O pior foi que o cara surgiu do nada e da mesma forma que surgiu do nada ele desapareceu do nada, então eu nem sei qual foi o ponto mais assustador da história toda, mas foi isso.

Minha virada de ano foi de boas também, passei na igreja (FOI MUITO BOM ISSO!) e depois fui para casa da minha tia para comer, afinal ninguém é de ferro, né? Preciso comer também para manter meu super físico.

Consegui resumir tudo até aqui, certo? Certo. Vou falar de 2016, apesar de não ter ocorrido muita coisa da para falar umas coisas legais.

Lembram da Teoria que meu amigo Eduardo tinha criado relacionado aos meus desastres? EU FINALMENTE DESCOBRI O QUE É!  Esses dias nós fomos à escola e ele me contou, a teoria era simples, ele ia esperar eu dar sinal para pegar o ônibus, quando o ônibus estivesse chegando ele ia me dar um tapa, porém eu não ia poder dar outro nele porque seria obrigada a entrar no ônibus e, pensando no meu lado desastrada, se eu fosse tentar dar um tapa nele eu ia perder o ônibus e corria o risco de levar outro tapa, fim.

Nesse mesmo dia que fomos à escola fizemos uma viagem hahaha, como somos atoa (mentira ele que é, eu trabalho) fomos para um terminal longe, gastamos uns 40 minutos para chegar lá, e depois fomos para o outro terminal que era o que realmente a gente tinha que ir, sendo que podíamos ter ido direto para o outro e teríamos gastado só uns 20/30 minutos. Mas ok, colocamos todas as conversas em dia e isso que foi legal.

Uma coisa boa e muito feliz, eu passei na primeira fase da UFES, para quem não sabe é a Universidade Federal aqui do Espírito Santo. O resultado final sai sexta, se eu to ansiosa? Claro! Mas sei que, se eu não passar, era porque não era para ser e então é bola para frente.

Então até o momento é isso gente, se eu tiver um bom resultado sexta venho falar com vocês, se não tiver um resultado falo com vocês também, afinal juntos na alegria e tristeza (na minha cabeça é assim, então pronto).

Beijinhos para quem leu até aqui, para quem não leu e pulou tudo achando que eu tinha falado algo útil e para quem algum dia vai ler isso aqui. Fiquem com Papai do Céu <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *