Especial dia dos namorados – Gostar de alguém

Gostar de alguém é algo que faz muito bem ao coração e, em algumas situações, você só consegue se dar conta do quanto precisava disso quando encontra alguém no qual consegue, de certa forma, despejar essa emoção e sentimento.

O que torna o “gostar” melhor é quando, além de partir algo de você, você também recebe e, nesse caso, o termo “via de mão dupla” começa a fazer muito mais sentido do que você imaginava.

Lembro da minha adolescência como um momento bom e ao mesmo tempo um pouco ruim. Isso porque me deparei com essa sensação do “gostar de alguém” e achei que tudo seria perfeito desde o começo. Nunca estive mais enganada quanto a uma coisa quanto estava a isso.

Durante bons anos, me vi muito presa no meu “primeiro amor”, lembro que, as vezes em que mais chorei e mais quis mudar o modo como agia com as pessoas, foi nesse período de tempo. Grande parte desse momento triste se fez possível devido ao sentimento que partia só de mim. Até que um dia passou e comecei a me perguntar porque estive tão ligada a algo/alguém que nem ligava para mim.

No decorrer do tempo prometi a mim mesma que não deixaria isso voltar a acontecer, que gostaria de quem gostasse de mim e não sofreria mais por isso. Bom, isso durou um pequeno período de tempo, até me ver correndo atrás de alguém que num dado momento tinha me “trocado” por uma amiga.

A coisa voltou a se repetir quando em outra situação me vi despejando meu amor em pessoas rasas ou até mesmo furadas. E isso me fez pensar se o problema não era em mim, se tinha algo na minha pessoa que tornava difícil gostarem de mim na mesma proporção que eu gostava das pessoas.

A partir desse momento decidi que ia começar a me gostar mais, para conseguir enxergar em mim tudo de bom que sabia que existia, mas que por alguma razão as pessoas não viam e fizeram com que eu acreditasse que não havia nada.

Passei um momento apenas buscando em Jesus o amor que Ele tinha despejado em mim, pensando que, se Ele tinha morrido por mim, algo em mim valia a pena. E encontrei. Passei a me amar mais, passei a amar mais ainda Jesus por me amar e passei a enxergar as diversas linguagens de amor que me cercavam e que viviam me mostrando o quanto eu era amada por ser quem sou e não percebia. Passei até mesmo a ser mais grata e isso surtiu um efeito muito bom na minha essência.

Até que, num belo dia, entendi porque os antigos “gostar de você” não tinham dado certo para mim. Pode ser que o problema tenha sido com as pessoas? Sim, mas o problema também estava em mim, por não me gostar o suficiente e esperar que as pessoas fizessem isso por mim.

Foi então que, quando menos esperava, quando estava mais bem comigo mesma do que pensava ser capaz e enxergava a real importância da minha vida, me deparei novamente com o gostar de alguém. Na verdade, me deparei com o “ser gostada por alguém” e foi uma das primeiras vezes que não soube como reagir a uma situação.

Percebi que quando você gosta de você mesmo, antes de gostar de alguém, todo e qualquer sentimento que você sentir pela pessoa será leve e puro. Você e a pessoa acabam não ficando presos ao sentimento de gostar por se sentirem perdidos e incompletos, por depender da pessoa para conseguir seguir. Você e a pessoa se unem a esse sentimento devido ao fato de saberem que são completos sozinhos, mas que ter aquela pessoa ali faz com que o completo transborde.

A partir daí percebi que gostar de alguém é algo que faz muito bem ao coração, porém se gostar antes de gostar de alguém é algo que torna seu coração melhor e faz com que ele permaneça assim. 

Gostar de alguém e ser gostado de volta é como uma via de mão dupla, porém se gostar antes de gostar de alguém e ter alguém que se goste antes de gostar de você é como andar numa estrada bem feita, no qual não importa a velocidade que você esteja andando, ou a mão que você está pegando, o trajeto será agradável, sem buracos e solavancos no decorrer do caminho.


Hoje é dia 12 de junho de 2020, dia dos namorados no Brasil, e pela primeira vez estou comemorando o dia dos namorados namorando, o que é uma coisa muito nova e surreal para mim.

Pensando no dia de hoje e em tudo isso que escrevi, quanto a gostar de alguém, vejo o quanto foi bom ter aprendido com Jesus a me amar e a amá-Lo acima de todas as coisas, isso porque estava preparada para receber uma pessoa em minha vida sem sugar todas as energias dela, sem acabar por acrescentar uma carga pesada em sua vida, quando uma das coisas mais importantes que o amor deve proporcionar é a leveza.

E é por esse motivo que quero agradecer ao Vinícius por ter entrado em minha vida, por ter sido paciente e por não ter desistido de mim, mesmo quando acabei rindo (talvez de desespero) após ele falar que gostava de mim.

Obrigada por me amar e por cuidar de mim, mesmo com todos esses quilômetros de distância, obrigada por querer e se fazer presente em minha vida, obrigada por ser tranquilo e paciente, mesmo quando dou uns surtos DO NADA. E obrigada por ter entrado nessa comigo, por entender que meu maior amor é Jesus e que só iremos longe se Ele sempre estiver conosco, porque Ele é o centro de nossas vidas.

Eu te amo, Vinícius. Feliz dia dos namorados ❤️

4 comentários em “Especial dia dos namorados – Gostar de alguém”

  1. Suellen Espirito Santo

    Um post assim amigos! Tão lindo!
    O mais importante é aprender a nos amar antes de dividir sentimentos com alguém, e saber que somos amada por alguém que nos ama acima de qualquer defeito, que ajuda a perceber que o amor verdadeiro é paz e harmonia. É sentimento de turbilhão, mas é também calmaria. E só quando se precebe esse conceito que conseguimos dividir o amor com o outro.

    1. Vejo que você entendeu direitinho o que estava escrito, e é exatamente isso! Não é possível amar alguém corretamente, quando não se está cheio do amor de um Deus que é o próprio amor! ❤️

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *