Estou para casar!

Lembro que, quando era mais nova, vovô Dário de vez em quando perguntava se eu estava para casar. Como eu era criança respondia na hora “é claro que não! Eu sou criança!” e ele só ria e respondia “então você já casou? Porque se não está para casar é porque já casou”. Conforme o tempo foi passando, eu parei de cair nessa brincadeira, tiveram vezes em que já até falei isso para minha irmã e vi o quanto era engraçado ver a reação dela.

Depois de todos esses anos, muita coisa aconteceu, inclusive o fato do meu avô ter falecido… porém, mesmo com esse tempo todo, nunca me esqueci do “estar para casar”. Acabei pensando muitas vezes “quanto tempo ficarei para casar até estar bem perto disso acontecer? Ou quando já não estarei para casar, porque já terei casado?” – sim, sou uma pessoa que sempre teve o sonho de se casar, então era inevitável não pensar no assunto.

Foi então que, há um ano e um pouquinho, eu conheci uma pessoa que passou a alterar um pouco essa minha situação.

Lembro que num momento inicial não foi fácil nem para mim e nem para ele. De um lado teve a minha incrível crise de riso quando descobri que ele gostava de mim, do outro tinham complicações quanto a um possível relacionamento a distância, sem contar os horários diferentes, os países, as rotinas, as bagagens emocionais, os planos de vida… e por aí vai!

Mesmo com várias complicações no caminho (que, por vezes, eram criadas mais pelas nossas mentes do que por qualquer outra coisa), chegamos no momento em que ele me pediu em namoro. No dia do pedido fiquei mais em choque do que no dia em que ele disse gostar de mim, não tive nenhuma crise de riso, mas tinha certeza que ele ia falar para eu dormir e não que ele iria se declarar e dizer que queria seguir tentando fazer dar certo.

Sei que hoje, dia 03 de Outubro de 2020, completamos 1 ano de namoro. São 12 meses juntos como um casal, um casal que ainda não teve a chance de se ver sem ser por uma telinha de celular, mas que já sentem um amor e um carinho tão grandes que só o Espírito Santo é capaz de explicar. São 12 meses de muita oração, meses que nos aproximamos mais de Deus e nos aproximamos mais um do outro. Meses em que uma pandemia surgiu, que pensamos que iria atrapalhar demais nossas vidas, mas que no fim acabou por nos unir mais ainda. Foram meses em que partilhamos de muitos momentos felizes, mas também de alguns momentos não tão felizes.

No decorrer desse tempo tivemos vários momentos em que um surpreendeu o outro… mas dessa vez, quando estávamos pra comemorar um data tão especial, Vinícius conseguiu me surpreender como ainda não tinha feito. Ele conseguiu meios de fazer um objeto viajar de avião, atravessar um oceano, terra, países e estados, para chegar até mim. Um objeto que veio tão cheio de amor, que eu não poderia deixar simplesmente passar…

se vocês soubessem o tanto de foto que eu tirei… eu tenho foto até comendo uva, mas essa foi a mais fofinha

Tenho 22 anos e a única vez que ganhei uma aliança foi quando pedi a minha mãe – isso porque todas as pessoas próximas a mim estavam namorando e eu achava muito bonito ter uma aliança, sabia que não ia namorar tão cedo, então queria uma.

Hoje tenho uma aliança, nós temos uma aliança, Vinícius e eu, nós dois e o Pai. Temos uma aliança feita em nossos corações antes mesmo de um pedido de namoro ser feito, agora temos um registro dela nos nossos dedos. Hoje usamos essas alianças para dizer, sem usar palavras, que a coisa é séria, que é daqui para o casamento e, se Deus permitir, será até que a morte separe.

Hoje vejo que sigo estando para casar… mas agora o casar está mais perto do que imaginava.


Meu amor, eu te amo muito e espero poder comemorar muitos outros aniversários de namoro, noivado e casamento contigo. Queria poder comemorar esse dia de uma forma mais especial… mas no momento só consigo colocar um pouquinho de tudo que vivemos em um texto, então é nóis, Xablau ❤

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *