Que ano, meus amigos!

Não sei pelo que estou mais surpresa, se é pelo fato de ter sobrevivido à esse ano doido, se é por estar escrevendo um texto em pleno 31/12 ou se é pelo fato de ter começado o ano morando num país e terminar morando em outro – isso soou tão tia rica de filme americano, que nossa!

Esse ano foi repleto de surpresas e momentos maravilhosos.

Começou com uma viagem ao meu país de origem, onde pude rever minha família, que tanto amo, onde conheci pessoalmente meu namorado – teve muito choro e “não acredito nisso” – e pude comer comidas que sentia saudade (calor, meu problema contigo continua). Nesse rolê quase fiquei presa e não pude voltar pra casa… foi meio desesperador, mas deu tudo certo!

A metade do ano foi CERCADA de reviravoltas, isso porque estava cercada de pessoas que me amam em Portugal – melhor equipe 5àSec (Bete e Su), Lila, Marcel e Maria, mamãe e Letty – mas meu tempo lá estava acabando. Tudo estava dando muito certo, mas o momento de dar certo em outro lugar tinha chegado.

Foi então que, no início de Maio, voltei pro Brasil. Dessa vez para ficar – pelo menos até quando for a vontade de Deus.

Para minha felicidade não vim sozinha, minha mãe e minha irmã vieram também.

Eu sei que, mal cheguei no país, arrumei um emprego… ou melhor, meu Pai abriu as portas para mim (Senhor, nunca vou esquecer o fato de você ter escutado minha oração, onde pedi 1 mês para descansar e tu permitiu isso, abrindo as portas de emprego para mim após 1 mês e 2 dias).

Os meses foram passando, aproveitei para ter vários primeiros dates com Vinícius. Aproveitamos muitos pôr-do-sol juntos. Rimos de muitas coisas aleatórias. Contamos muitas fofocas. Assistimos mais de 5 filmes no cinema. Comemos muitos lanches. Oramos muito juntos. Fomos em vários cultos. E tivemos a oportunidade de passarmos juntos o nosso primeiro natal – quem me conhece sabe: EU AMO O NATAL!

Tive muitos momentos bons com meus amigos também. Tive muitas sessões de terapia com Bete e Suellen (as sessões serão retomadas no próximo ano, obrigada). Fui comer na casa das minhas amigas. Pude ver o nosso quarteto + Lettícia unido novamente. Casei e fui madrinha da Marcela. Fiquei batendo papo com a Patty enquanto ela lavava vasilhas e/ou tirava as roupas do varal. Participei da segunda festa do pijama das primas-irmãs (e dormi de boca aberta no sofá da Debra). Finalmente minha irmã e mamãe puderam conhecer a Lara e pude trazer ela aqui em casa. Encontrei a Déborah para uma tarde/noite de conversa. Fiz novas amizades. Conheci uma nova Déborah e a adotei. Adotei a Bruna também. Saí para comer algumas muitas vezes. E, infelizmente, vários rolês com Sarah Kézia e Letícia babaram (ano que vem é nóis!).

Aconteceu o que mais queria e temia: me tornei mãe de pet. Mamãe, Letty e eu temos os seres mais fofos e lindos desse mundo: Katarina e Petruchio (uma quase homenagem à novela).

Tive momentos muito legais com minha irmã e mamãe, como assistir muitos filmes, acompanhar umas séries pela metade. Rever TWD também entrou nessa programação.

Sei que tiveram muitas outras coisas que rolaram, como comer o cachorro-quente que o tio Zué prepara; passar um momento com tio Juninho, tia Jéssica e Laurinha, tentando equilibrar as coisas entre pular corda, assistir um vídeo do moço que vai nos restaurantes e tomar um café com leite em pó; sentar no chão, escutando tia Dida falar do pó, enquanto ela lava as vasilhas e falar “ligo pra isso não, tá fresquinho”; ter um empadão preparado em minha homenagem pela tia Mimi; ou acordar com uma sequência de 3 áudios com mais de 5 minutos da Lila, onde conversamos sobre tudo da vida, como se pudesse encontrar com ela no Pingo Doce pra tomar um café, depois de um dia no serviço.

Esse ano teve muitos momentos tensos, mas desses apenas Deus e eu sabemos. Enquanto isso compartilho alguns dos momentos bons que tive (se escrevesse todos, passaria o ano de 2022 todo escrevendo), eles me deixaram muito feliz, por isso os trouxe por aqui.

Sei que não escrevi muito esse ano, tentei manter uma constância, mas falhei lindamente. Ano que vem não prometo que será diferente, mas prometo que o blog permanecerá por aqui, contendo todos os meus desabafos e textos aleatórios, vez ou outra irei aparecer por aqui, para inundar vocês de aleatoriedade, fazendo o que sei fazer de melhor: escrevendo com a simplicidade do meu eu.

(só porque não tem nenhuma outra foto tão “eu” quanto essa)

Então é isso, espero que vocês fiquem bem, tenham um ótimo final de ano e um feliz ano novo. Que seja um ano repleto de bençãos e realizações, que possamos permanecer sendo gratos a Deus pelo que Ele é. Que possamos estar cercados de pessoas que nos amam e querem nosso bem. Fiquem com Deus, beijinhos e até ano que vem ♥️