Só precisava desabafar.

É curioso quando, de uma hora para outra, as coisas ao seu redor e dentro de você acabam tendo um peso, maior do que você gostaria, dentro de seu coração, né?

Lembro que há um tempo minhas maiores preocupações eram se minha irmã ia me emprestar as roupinhas da Polly dela, ou se eu ia conseguir assistir toda a programação de séries/desenhos do Disney Channel e limpar toda casa antes de mamãe chegar.

Depois de um tempo, as preocupações eram se eu iria conseguir conciliar estudar pela manhã, trabalhar a tarde e cuidar das minhas funções na igreja.

E, hoje em dia, é uma mistura de conseguir fazer as coisas que quero e planejo, com dar amor e atenção a minha família, namorado e pessoas próximas, com trabalhar e ajudar em casa, com buscar a Deus, cumprindo com meus deveres e obrigações como cristã, de lidar com meus deveres e obrigações como estrangeira, e, também, não acabar carregando tanto peso em cima de mim por me preocupar demais com quem amo.

Sendo sincera, fazendo uma análise geral, desde que minhas preocupações eram “bobas” esse último ponto já estava presente. Já levei várias broncas por me preocupar demais e por acabar tomando a dor dos outros – atualmente só me coloco no lugar da pessoa, oro muito por ela e o Espírito Santo cuida de mim e do meu coração.

E bem, quanto a me preocupar, quem me conhece de verdade, sabe o quanto a felicidade da minha mãe e irmã são importantes para mim, e isso acabou me tornando muito próxima delas, querer o bem delas, por vezes, está acima do me querer bem.

Sei que se aplica também a elas, principalmente se tratando de mamãe. Consigo me lembrar de diversas situações em que, ela deixou de viver o que queria, para minha irmã e eu vivermos algo.

Sei que ela se doou muito, chorou muito e deu muito duro, sei que passou por muitos momentos difíceis para que as filhas dela estivessem bem e fossem felizes.

Queria muito poder retribuir todos os momentos felizes que passei graças a ela, queria que ela visse o quanto é uma mulher incrível e o quanto, graças aos perrengues que ela enfrentou e se submeteu, graças as vezes em que ela teve fé e confiou em Deus, estamos bem e crescidas… mas nem sempre isso está a meu alcance, então só oro e peço a Deus que de alguma forma mostre isso a ela, que tenha um pouquinho de misericórdia e a dê a felicidade que ela merece.


Sei que nesses últimos dias as coisas não tem saído como gostaríamos, em algumas situações parece que nossas orações não passam do teto, portas se abrem para todos, em diversas situações, mas parece que para algumas pessoas apenas é possível ter um vislumbre de coisas boas através de uma pequena brecha de janela aberta, que por sinal está emperrada e nem passa ar direito.

Mas, para minha surpresa, recebi um versículo que acalmou um pouco a confusão que se formava dentro de mim, e talvez isso possa te ajudar também:

E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte. (2 Coríntios 12:9-10)

Não permitam que as portas fechadas, ou não existentes, te façam esquecer dAquele que te deu a vida. Estar passando por algo difícil agora, que está sugando todas as suas energias e até mesmo força, não quer dizer que você está só. Creia e acredite que você está sendo aperfeiçoado.

Passar por tudo isso aqui quer dizer que em breve sua vida estará maravilhosa? Não necessariamente… mas se manter fiel e crendo até o fim, pode te dar a oportunidade de viver ao lado dAquele que “amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha vida eterna.” (João 3:16)

Sigam olhando para Jesus: autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tais contradições dos pecadores contra si mesmo, para que não enfraqueçais, desfalecendo em vossos ânimos. (Hebreus 12:2-3)

Lembrem-se também que:

Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado. E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor e não desmaies quando, por ele, fores repreendido; porque o Senhor corrige o que ama e açoita a qualquer que recebe por filho. (Hebreus 12:4-6)

Nossos pais nos disciplinavam por curto período, segundo lhes parecia melhor; mas Deus nos disciplina para o nosso bem, para que participemos da sua santidade. Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados. Portanto, fortaleçam as mãos enfraquecidas e os joelhos vacilantes. (Hebreus 12:10-12)


Então é isso, peço desculpa caso tenha falado sobre coisas demais ao ponto de não ter sido possível acompanhar, só precisava tentar colocar para fora as coisas que se passavam em minha mente.

Espero que vocês estejam bem, caso não estejam, espero que fiquem e que permaneçam com Papai do Céu.

Beijinhos ❤️

2 comentários em “Só precisava desabafar.”

  1. Você tem um coração tão bom que só por ler um simples texto eu fiquei admirado. Não sei como tu tá agora porque esse texto faz tempo, mas você disse tudo. A vida é uma grande correria e às vezes vira até um desafio não bagunçar as coisas. Só que no final tudo fica bem. É só confiar! Abraços.

    1. Obrigada pelas palavras e por, de certa forma, demonstrar uma preocupação comigo. Graças a Deus, hoje as coisas estão melhores, seguimos confiando e acreditando que Deus tem o melhor para nossas vidas e acreditamos que, aos poucos, tudo ficará bem. Abraços, obrigada por ter lido o texto e por ter comentado 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *